Seguidores

domingo, 30 de janeiro de 2011

Menino também chora

Minha mente está aberta. Experimento a sensação de estar vivo. Faço coisas sem esperar que façam por mim, não penso muito em conseqüências, cresço sem perder a essência. Aproveito sempre mantendo meus sentimentos em dia, meu passado não posso esquecer e mesmo se pudesse não devo, pois são as experiências vividas que me mantém de pé, quando me sinto sozinho, nem que seja por um momento, me sinto vontade e simplesmente choro. O choro são os sentimentos em forma de lágrimas. Por que um menino grande não pode chorar? Quebro os estereótipos e tabus, quebro a rotina e o padrão. Não sou o que os outros esperam que eu seja, vivo, e sou exatamente o que demonstro ser pra você. Sei que já sou menino grande, mas meninos grandes também choram...

(Jailson Batista)

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Não quero motivos

Quando paro para pensar em tudo que fui, que sou e quero ser, percebo que o caminho a seguir será sempre o mesmo, só sei que sou novo de mais para muitas decisões. Responsabilidades pra que? Eu não quero! Meus problemas eu resolvo, nunca peço a ninguém. Razões eu não quero, nem tristezas nem alegrias, nem rancor, não pedi pra nascer, nem tampouco agradar. Não quero motivos, não precisa explicar, o que quero é mais simples embora  complexo às vezes. Ser feliz é o que quero! Utopia ou real?

(Jailson Batista)

Medo

“Dos amores e amantes, dos amigos e inimigos, do choro, da dor, de tudo que a essa grande âncora insiste em se amarrar a mim, tenho medo. Quando o medo me queima fico sem saber o que fazer, o medo me leva, será que ele mata? Talvez me proteja. A cada légua que eu despenco, mais perto fico do fundo do mar. Se eu chegar ao fundo do poço o que faço? Alguém vai estender a mão e me ajudar? Será que até o mais corajoso dos heróis se deu por vencido? E se aquilo que eu julgo tão surreal acontecer? Minhas forças serão dilaceradas pela realidade?”

(Jailson Batista)

Nem tanto ao céu, nem tanto ao chão

“Quero apenas um tanto certo para ser feliz!

É assim que todos procuram viver a vida, nem tanto ao céu nem tanto ao chão. Só quero o suficiente para a conquista da felicidade. A busca pelo equilíbrio é o que tanto me cansa, a verdade é que quero os vícios ao invés das virtudes, quero os altos e baixos da vida, quero ser insano para desfrutar das loucuras, quero os erros, as imperfeições. Eu quero as idéias, no lugar dos ideais. Quero acabar com esse constante sentimento de não estar agradando, quero lutar por aquilo que me faz feliz, quero achar alguém, que tenha os mesmos pensamentos meus, que sinta como eu sinto que ame como eu amo. Maquiagem não embeleza os sentimentos: Quero alguém que concorde com isso. Quero alguém que concorde que salto alto não engrandece a alma. Quero alguém que não seja mais um e que não suma na multidão, quero alguém que não estampe um falso sorriso no rosto enquanto seu peito grita de desespero.
Quero alguém como você."

(Jailson Batista)

Terra do Nunca



“Ainda não estou pronto para ser grande, não estou pronto para crescer, não sou adulto o bastante. Não cobre nada ainda, eu sei dos problemas do mundo, sei dos problemas da atualidade, mas isso não me interessa não me interesso em saber. Mas e você? se interessa saber dos meus problemas? Trabalho, família, amigos, vida amorosa. Para mim tudo bem, não quero que me entenda, não precisa, só quero me aceite. Meu pai talvez não saiba mais quantos anos eu tenho, talvez ele nem se importe. Pode ser que minha mãe ache que eu ainda tenho nojo de meninas, eu prefiro assim. Só peço que você volte, e que me leve de volta para os tempos de criança. Com um bom pensamento eu posso voar? Então volte aqui, “Wendy”. Me leve de volta para o meu paraíso, onde eu poça ser para sempre simplesmente o que eu realmente sou. Não preciso me tornar adulto, quero ser para sempre uma criança, a sua criança. Quero voar junto com você, “Peter” e seus amigos, me deixe ir com vocês. Me leve de volta para os meus sonhos “Wendy”, abra os portões da “Terra do Nunca.”
“E eu poderia ser o seu primeiro e único Menino Perdido.”

(Jailson Batista)

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Sou teu por inteiro!


"Estou com você essa noite... Te olho com desejo... Toco teus lábios loucamente como apaixonados... Sinto teu corpo entrelaçado no meu... Sinto teu calor, teu perfume excitante... Sinto teu gosto, teu rosto colado no meu... Faço teu corpo tremer de prazer... E quando juntos estamos, Ocorrem explosões de sentimentos... Torno reais os teus desejos e tu os meus... Sou o que tu desejaste... Ouço você dizendo que me queres... Assim me torno seu amor, seu amante...  Sou teu por inteiro!”

(Jailson Batista)

Ficarei...


“Te abraço forte pra você ver que não vou embora. Te abraço mais forte ainda pra que percebas que não vou sair de perto nuca mais. Seu corpo me transmite calor intenso, me conforta e faz minhas lágrimas no canto dos meus olhos secarem. Lágrimas que vez por outra caem refletindo a emoção que sinto ao te abraçar. É intensa a atração que sinto, é mútua para nossa felicidade. Sinto-me no topo do desejo, cada segundo é tortura não aproveitar. Por isso te abraço forte! Não posso pensar em te perder. Se eu te deixar aqui e for embora, deixarei contigo os aparelhos de um coração que só bate quando te abraço forte.”


(Jailson Batista)

Imodéstia


Adoraram os que me provaram;

Se arrependeram os que não quiseram;
Personalidade forte? Sim já me disseram;
É muito difícil me entenderem;
Inevitável não me amarem;
Um dia quem sabe não me terão?
Os que tentaram não me deixaram;
Convencido? Claro que não;
Apenas um sincero em tudo que diz;
Sou JAILSON ou simplesmente JAJÁ;
Faço a diferença e sou feliz!




(Jailson Batista)